Universidade do Minho  

           
 
  Autenticação/Login
 
home
mapa do site
contactos
   
  imprimir
 

Iniciativa INCLUI-TE junta UA e UMinho para mais e melhor inclusão

“Inclui-te” será desenvolvido em quatro momentos e pretende promover o conhecimento em torno da inclusão


É em torno da inclusão que a Universidade do Minho (UMinho) e a Universidade de Aveiro (UA) voltam a unir esforços numa iniciativa conjunta. As duas instituições de ensino superior acabam de lançar o “Inclui-te”, um projeto que decorrerá em quatro momentos distintos e que tem como objetivo valorizar e promover o conhecimento e experiências partilhadas nos domínios da inclusão. O “Inclui-te” conta com a colaboração das associações académicas de ambas as universidades.

O slogan escolhido - “Inclui-te” - pretende alargar a discussão da temática em toda a comunidade, apelando à colaboração e participação ativa de todos na valorização da inclusão e da diversidade, e não direcionar a discussão apenas para as pessoas com necessidades especiais. O projeto já disponibilizou um mural que pretende ampliar toda a iniciativa e partilhar, de uma forma dinâmica, ideias sobre este tema.


O desafio da empregabilidade

 
Universidades do Minho e Aveiro assinalam Dia da Pessoa com Deficiência (Cartaz) As universidades do Minho e de Aveiro assinalam a 3 de dezembro o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, com o debate online "O desafio da empregabilidade", às 15h00, no canal Docência+ do YouTube. Toda a comunidade académica está convidada a assistir à sessão.

A sessão promove uma reflexão sobre a empregabilidade de diplomados do ensino superior com deficiência. Tendo como pano de fundo o significativo crescimento recente da população de estudantes com deficiência no ensino superior, vai debater-se as dificuldades, os apoios e as medidas promotoras de empregabilidade.

Os oradores são o diretor do Accenture Braga Advanced Technology Center, Hugo Portela, a responsável para a diversidade e inclusão no recrutamento da Farfetch, e a técnica superior do Agrupamento de Escolas José Estêvão, Stephanie Duarte Marques. A moderação cabe à jornalista Vanessa Batista, da Rádio Universitária do Minho.

Este evento fecha o ciclo "Inclui-te 2021", que é promovido pelas universidades do Minho e de Aveiro e pelas respetivas associações académicas. A iniciativa visa promover o conhecimento e a partilha de experiências nos domínios da inclusão, tendo já assinalado o Dia da Educação de Surdos (23 de abril) e o Dia da Paralisia Cerebral (20 de outubro).

A sessão em direto irá contar com interpretação de Língua Gestual Portuguesa, irão ser transmitidas em direto (siga a sessão no Youtube).


UMinho e UA dedicam dia à Paralisia Cerebral

Resultados de laboratório de ideias e uma mesa redonda assinalam o dia (Cartaz)

A Universidade do Minho (UMinho) e Universidade de Aveiro (UA) dedicam a próxima quarta-feira, 20 de outubro, ao debate em torno da paralisia cerebral. As duas instituições pretendem promover mudanças com impacto na participação das e dos estudantes com paralisia cerebral nas suas comunidades académicas e promovem duas sessões que pretendem juntar os seus estudantes, docentes e funcionários. Este dia dedicado à paralisia cerebral está inserido no “Inclui-te”, um projeto conjunto da UMinho e UA e suas respetivas associações académicas, que tem o foco na educação inclusiva nas Universidades.

O programa arranca às 15h00 com uma sessão de enquadramento sobre a “Paralisia Cerebral no século XXI em Portugal”, que será apresentado por Joaquim Alvarelhão, professor adjunto da UA, seguida da apresentação sobre “A participação de estudantes com deficiência na Universidade: Dados da Investigação”, a cargo do investigador André Oliveira no âmbito do seu doutoramento em Psicologia Aplicada. Pelas 15h15 terá lugar uma mesa redonda subordinada ao tema “Paralisia Cerebral no Ensino Superior: facilitar a participação para lá da atividade letiva” na qual serão discutidas ideias e soluções emergentes para a promoção de uma participação ativa dos e das estudantes com paralisia cerebral na comunidade académica. Nesta sessão, moderada por Carolina Arezes, estudante do 2.º ano de Direito e José Eduardo, psicólogo e alumnae da UMinho, participarão os estudantes Beatriz Bastião e Wilson Carmo que contribuíram para os resultados do laboratório de ideias. Ambas as sessões decorrerão em ambiente online e ambicionam a participação de estudantes, docentes e funcionários das duas instituições.

A iniciativa responde a um desafio do movimento “World CP Day” que alerta para a existência de 17 milhões de pessoas com paralisia cerebral em todo o Mundo.

A sessão em direto irá contar com tradução e intérpretes de Língua Gestual Portuguesa, irão ser transmitidas em direto (siga a sessão no Youtube).


O desenho universal para a aprendizagem como caminho para a inclusão

“O desenho universal para a aprendizagem como caminho para a inclusão” é o mote para o segundo evento desenvolvido em parceria pela Universidade do Minho (UMinho) e a Universidade de Aveiro (UA), dedicado à educação inclusiva, que decorre na segunda-feira, dia 14 de junho . A iniciativa realiza-se online e ambiciona juntar estudantes, docentes e funcionários das duas instituições de ensino.

Este dia dedicado à educação inclusiva arranca às 14h00 com um webinar sobre o projeto “University for all” em curso no University College Dublin, na Irlanda. Este momento vai contar com Anna Kelly (Access & Lifelong Learning Director), Bairbre Fleming (Access & Lifelong Learning Deputy Director) e Lisa Padden (University for All e Access & Lifelong Learning project lead). As convidadas internacionais trarão à discussão o tema “Making Access and Inclusion everyone’s Business – Creating a University for All”. Pelas 14h50 terá lugar uma mesa redonda subordinada ao tema “O desenho universal para a aprendizagem como caminho para a inclusão”, um conceito de ensino-aprendizagem inovador que tem como objetivo dar iguais oportunidades de sucesso a todos os estudantes. Nesta sessão participarão Andrea Martins e Gilberto Vasco (funcionários da UA), Armanda Pereira (docente da Escola de Psicologia da UMinho), Beatriz Lavado (estudante da UA) e Caio Paiva (estudante internacional). A sessão será moderada por Elsa Moura, diretora de informação da Rádio Universitária do Minho.

Ambas as sessões, com tradutoras e intérpretes de Língua Gestual Portuguesa, irão ser transmitidas em direto (siga a sessão no Youtube).

Caminhos de Silêncio: uma abordagem à comunicação em Língua Gestual Portuguesa (LGP)

A primeira iniciativa do “Inclui-te” deu o mote para as celebrações do Dia Nacional da Educação de Surdos assinalado a 23 de abril, com duas edições do workshop subordinado ao tema “Caminhos de Silêncio: uma abordagem à comunicação em Língua Gestual Portuguesa (LGP)”. Apresentou alguns elementos e conceitos básicos da LGP, demonstrando alguns exemplos práticos de como interagir com pessoas surdas em diferentes contextos sociais. No dia 23 de abril, Dia Nacional da Educação de Surdos, decorreu, uma sessão online que juntou docentes e estudantes das universidades do Minho, Aveiro, Católica e da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Nova de Lisboa.

Ao longo do ano serão ainda assinalados o Dia da Paralisia Cerebral (20 de outubro) e o Dia Internacional das Pessoas com Deficiência (3 de dezembro).

 
© Universidade do Minho - 2022 Optimizado para 1024x768 IE 8.0  - Termos Legais  - actualizado por USAAE Símbolo de Acessibilidade na Web D.